Conecte-se conosco

Publicado

em

Jundiaí, cidade localizada no noroeste paulista, passa a contar com o serviço da 99Food, plataforma de delivery de comida que conecta consumidores aos melhores restaurantes locais. O aplicativo já está disponível para download no Google Play (Android) e na App Store (iOS).

A escolha da 99Food por Jundiaí, que é uma das maiores cidades de São Paulo e também uma das 10 mais ricas, foi estratégica. Segundo Pedro Gomes, gerente de operações da 99Food, o time está animado e a empresa enxerga Jundiaí com um grande potencial. “Com cerca de 400 mil habitantes, há um importante cenário econômico, que envolve, principalmente, os pequenos e médios negócios. Vamos apoiar e promover o empreendedorismo gastronômico local”, informa.

A 99Food chegou ao Brasil em 2019 e, por enquanto, está presente em Belo Horizonte, Varginha, Patos de Minas e Divinópolis (MG), São José dos Campos e Santos (SP), Curitiba (PR), Porto Alegre (RS), Florianópolis (SC), Goiânia (GO), Campo Grande (MS), Cuiabá (MT), Brasília (DF), Teresina (PI), Salvador (BA), Recife (CE), Manaus (AM) e Belém (PA), acumulando cerca de 50 mil estabelecimentos cadastrados. Jundiaí é, portanto, uma das 20 primeiras cidades brasileiras onde a 99Food já está operando.

Pedro Gomes conta que este é um negócio de longo prazo. “Não temos a intenção de lançar a plataforma em diversas cidades ao mesmo tempo. Conhecer o mercado e as necessidades locais, oferecendo acessibilidade, confiabilidade e a melhor seleção de estabelecimentos, são mais importantes para a 99Food neste momento. Respeitar a cultura local e sua gastronomia são pontos importantes para nós”.

Proteção em tempos de pandemia

Para garantir a segurança dos clientes, entregadores e restaurantes parceiros, a 99Food adotou uma série de medidas e protocolos.

Dentro da plataforma, os clientes que oferecem gorjetas aos entregadores parceiros têm o valor duplicado pela 99Food, sem nenhum custo extra para o consumidor. A plataforma ainda distribui itens de higienização para os entregadores parceiros, incluindo máscaras da categoria N95/FFP2 e álcool em gel 70% para higienização de mãos, bolsas e guidão.

Para os restaurantes parceiros, a 99Food disponibiliza lacres de segurança para embalar adequadamente os alimentos e protegê-los das partículas do ambiente durante o transporte. “Assim fizemos nas outras cidades e assim faremos em Jundiaí. Também criamos um fundo de apoio financeiro de US﹩ 10 milhões para motoristas e entregadores parceiros diagnosticados com a doença”.

Uma pesquisa interna realizada com os consumidores da 99Food demonstrou que, desde abril de 2020, 35% dos usuários aumentaram a frequência de pedidos. Por outro lado, 50% dos restaurantes cadastrados no app nunca haviam utilizado um serviço de entrega antes. “Mesmo quando a pandemia acabar, e nós torcemos para que isso aconteça o quanto antes, os pedidos pelo app não vão diminuir. O delivery já faz parte da vida do brasileiro e é também uma tendência mundial”, explica Pedro Gomes.

#CompreDoPequeno

Apoiar os pequenos negócios é um dever para a 99Food. Ao contrário da concorrência, a plataforma realiza os pagamentos semanalmente invés de mensalmente. Isso é fundamental para o fluxo de caixa e saúde financeira desses estabelecimentos. “Ainda oferecemos assessoria personalizada, autonomia na administração dos cardápios, cadastro gratuito no app e cursos online de gestão em parceria com o Sebrae-SP. Com certa periodicidade também oferecemos descontos ofertados pela própria 99Food, que promovem os cardápios dos restaurantes cadastrados em nossa plataforma e atraem novos consumidores”, finaliza Pedro Gomes.

Os proprietários de restaurantes que tiverem interesse em se cadastrar no app devem acessar www.queroser99food.com.

Continue Reading
Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Campinas

Bob’s terá DJ em kombi itinerante em Campinas

Evento celebrativo de 70 anos da marca contará com DJ Dani Fontenelle que tocará hits brasileiros e internacionais na loja Bob’s Drive Princesa

Publicado

em

Por

Com loja recém-inaugurada em Campinas, o Bob’s, rede de fast food 100% brasileira, promove nesta sexta-feira (24) e sábado (25) o  “Shake Like Bob’s”, evento com a participação da DJ Dani Fontenelle em sua kombi itinerante na loja Bob’s Drive Princesa.

“A música é um elo que conecta as pessoas e está muito presente no Bob’s, que participa do festival Rock in Rio desde a primeira edição e de outros eventos regionais. Nesta oportunidade, iremos apresentar as músicas que marcaram gerações, levar ritmo e alegria, transformando o evento em uma grande celebração da marca que comemora 70 anos em 2022”, afirma Raquel Paternesi, diretora de marketing do Bob’s.

Com uma playlist exclusiva, a DJ tocará hits brasileiros e um mix variado de sons para agradar todos os participantes. Dani Fontenelle possui 10 anos de carreira e já tocou com grandes nomes da música nacional como Ludmilla, Maiara e Maraísa, Roupa Nova e Léo Santana.

A grande novidade fica por conta da kombi que será adesivada com a identidade visual do Bob’s. O evento será iniciado com a transformação do veículo equipado com a mais alta tecnologia de sonoplastia em uma verdadeira “balada itinerante”. Durante a apresentação a DJ estará acompanhada de dois bailarinos que animarão o público com coreografias exclusivas.

Serviço

Data e horário: 24/06 e 25/06, das 17h30 às 19h

Local: Bob’s Drive Princesa – Av. Princesa D’Oeste, 1394 – Jardim Paraíso, Campinas – SP

Continue Reading

Campos do Jordão

Festival de Inverno de Campos do Jordão chega à sua 52ª edição inspirada no Modernismo

Evento do Governo de São Paulo acontece de 02 a 31 de julho e terá mais de 80 concertos em sete palcos, divididos em quatro locais de Campos do Jordão e Sala São Paulo

Publicado

em

Por

Festival de Inverno de Campos do Jordão

A Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo lançou, nesta terça-feira 7/6, o 52º. Festival de Inverno de Campos do Jordão, reconhecido como o maior e mais tradicional evento de música clássica da América Latina. A programação artística e pedagógica acontece de 02 a 31 de julho e estará dividida entre as cidades de Campos do Jordão e São Paulo. Serão ao todo 84 concertos, sendo 90% deles gratuitos.

O festival acontecerá em sete palcos, espalhados em quatro locais: o Auditório Claudio Santoro, no Parque Felicia Leirner, (apresentações de sexta a domingo); o recém-inaugurado Parque Capivari (sábados e domingos); o Palácio Boa Vista, com concertos na Capela de São Pedro e em um palco externo (sábados e domingos); e a histórica Igreja de Santa Teresinha, no centro da cidade (sextas-feiras). A Sala São Paulo, instituição do Governo de São Paulo, assim como o auditório e o museu, também terá uma agenda diária de apresentações, divididas entre a Sala de Concertos e a Sala do Coro, e ênfase em apresentações de artistas do festival.

“Para a edição deste ano, temos o foco de oferecer a melhor programação possível para o público, levando em consideração o impacto da pandemia em todo o setor cultural e, sobretudo, no funcionamento das orquestras”, afirma o secretário de Cultura e Economia Criativa Sérgio Sá Leitão. “Por isso, o Governo do Estado de São Paulo tomou a decisão de realizar um grande investimento na viabilização dos concertos e do programa pedagógico, que está atrelado ao Festival”

Os 100 anos da Semana de Arte Moderna de 1922, completados em fevereiro último, permeiam toda a programação do Festival, que, neste ano acontece com o tema Modernos Eternos. A expressão é inspirada no início do poema Eterno, do livro Fazendeiro do Ar (1954), do poeta mineiro Carlos Drummond de Andrade:

“E como ficou chato ser moderno
Agora serei eterno”

Um panorama do modernismo internacional, em especial das décadas de 1920 e 1930, poderá ser ouvido nos programas do Festival, com obras sinfônicas e camerísticas de compositores que chegaram à maturidade nesse período, como Igor Stravinsky, Béla Bartók, Manuel de Falla, Sergei Prokofiev, Silvestre Revueltas, Paul Hindemith, Bohuslav Martinů e, é claro, Heitor Villa-Lobos, o grande nome da música brasileira presente na Semana de 1922. Também serão lembrados o bicentenário do romântico belga César Franck e o centenário do vanguardista brasileiro Gilberto Mendes.
 

Destacam-se, na programação artística do Festival, na cidade de Campos do Jordão, os concertos da Osesp, corpo artístico do Governo de São Paulo, na abertura (com seu diretor musical e regente titular, Thierry Fischer, e o pianista canadense Jan Lisiecki, no dia 2/7) e no penúltimo dia do evento (com o maestro costa-riquenho Giancarlo Guerrero (30/7); da Orquestra Filarmônica de Goiás, sob a batuta de Neil Thomson (16/7); da Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo, com regência de Roberto Minczuk e participação do violonista Yamandu Costa ( 24/7); da Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas, com seu novo regente, Carlos Prazeres (30/7); da Orquestra do Festival, com o violoncelista alemão Leonard Elschenbroich (31/7); um concerto de música antiga, com a Orquestra de Câmara da Cidade de Curitiba (23/7); a participação de Orquestras Jovens brasileiras, como a Ojesp (3/7), a Experimental de Repertório, a do Theatro São Pedro e a de Mogi das Cruzes (todas em 9/7); e um recital do pianista Lucas Thomazinho com a violoncelista Marina Martins, que venceu o concurso Jovens Solistas de 2018 (22/7).
 

No módulo pedagógico, o Festival de Campos do Jordão receberá, ao todo, 142 alunos e 52 professores, que, juntos, vivenciarão mais de 1.000 horas-aula, ao longo de quase um mês de Festival. Estão programadas seis masterclasses, com professores de destaque no cenário musical internacional: o violoncelista Leonard Elschenbroich e o pianista Alexei Grynyuk. A Orquestra do Festival, formada por alunos e professores, se apresentará sob regência do brasileiro Marcelo Lehninger, do turco Çem Mansur e do inglês Neil Thomson. Haverá, ainda, a entrega do Prêmio Eleazar de Carvalho, cujo nome homenageia o maestro criador do Festival, que premiará o músico de maior destaque do evento.
 

“É até difícil calcular o impacto que um festival como o de Campos do Jordão pode ter na vida dos estudantes que participam como bolsistas. O perfil social desses alunos mudou muito ao longo de mais de 50 anos de evento, e hoje em dia é muito mais variado e gera alternativas profissionais para pessoas que de outra forma talvez não tivessem contato com esse universo”, explica o Coordenador Artístico-Pedagógico do Festival, Fábio Zanon. “Além disso, a maior parte dos professores neste ano virá da própria Osesp e de outras orquestras brasileiras, e para muitos estudantes essa é uma enorme oportunidade de vivência e aprendizado”, completa Zanon.

Prêmios e bolsas

O Prêmio Eleazar de Carvalho contemplará o/a bolsista que mais se destacar nessa edição, concedendo a ele/a uma bolsa de US$ 1,4 mil mensais para estudar por um período de até nove meses em uma instituição estrangeira de sua escolha, além de ter cobertas as despesas de translado entre o Brasil e o exterior. A Fundação Osesp poderá premiar outros bolsistas que se destacarem durante as atividades, com bolsas na Academia de Música da Osesp.

Continue Reading

Campinas

Fretadão expande atuação na região de Campinas

Startup apresenta no Encontro RH do GRUCA sua operação e serviços prestados para indústrias e empresas de logística

Publicado

em

Por

A região metropolitana de Campinas tem se tornado um alvo cada vez mais interessante para o Fretadão, startup de tecnologia que atua na gestão de transporte fretado. Atualmente, a empresa conta com 14 linhas operando nestas cidades para transportar diariamente mais de 200 passageiros. São números considerados animadores, que fazem da região um alvo estratégico para a startup, e que podem vir a crescer ainda mais no futuro.

“Ficamos muito felizes com esta operação local, que cresceu em pouco tempo de atuação, e que tem enorme potencial de ampliação, com a possibilidade de ajudarmos as empresas a oferecerem opções de transporte seguro, rápido e confortável para seus colaboradores”, afirma Antonio Carlos Gonçalves, CEO do Fretadão.

Direcionar esforços para aumentar o número de empresas atendidas e passageiros transportados em regiões com potencial de crescimento tem sido uma missão recorrente para o Fretadão em 2022. Como parte dessa estratégia, a startup apresentará seus serviços e soluções no 27º Encontro RH do Gruca (Grupo Campinas de RH), evento voltado a profissionais de Recursos Humanos que acontece em Campinas, no dia 31.

“Temos apresentado em eventos a nossa plataforma, que passa constantemente por aprimoramento, além dos nossos serviços prestados para ajudar o RH das empresas a resolver as questões relativas à mobilidade dos colaboradores. Com isso temos direcionado os esforços de crescimento para diversas regiões economicamente importantes”, completa Antonio Carlos.

O crescimento na operação regional no interior do estado de São Paulo vem responder a uma demanda percebida pelo Fretadão, que tem sido procurado por empresas interessadas nos serviços prestados. O principal foco das companhias é garantir um transporte seguro e confortável aos colaboradores. “Temos sempre o cuidado de oferecer uma opção de mobilidade urbana que entrega tranquilidade e satisfação para empresas e colaboradores”, finaliza Antonio Carlos.

Continue Reading

+ LIDAS